Ossos do Crânio (cabeça)

Ossos do Crânio (cabeça)

(Parte 4 de 5)

Fonte: SOBOTTA, Johannes. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

PARIETAL

O parietal forma o tecto do crânio. Osso par, chato e apresenta 2 faces, 4 bordas e 4 ângulos.

Faces

 Face Externa é convexa, lisa e lateral

 Face Interna é côncava e medial apresentando sulcos anteriores que correspondem aos ramos da artéria meningea média

Bordas

 Borda Superior / Sagital / Parietal

 Borda Anterior / Frontal / Coronal

 Borda Posterior / Occipital / Lambdóidea

 Borda Inferior / Escamosa / Temporal

Ângulos

 Ângulo Frontal

 Ângulo Esfenoidal

 Ângulo Mastóideo

 Ângulo Occipital

Ilustrações

Parietal – Vista Externa

Fonte: SOBOTTA, Johannes. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

Parintal – Vista Interna

Fonte: SOBOTTA, Johannes. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000

Esqueleto da Face

MANDÍBULA

É um osso ímpar que contém a arcada dentária inferior. Consiste de uma porção horizontal, o corpo, e duas porções perpendiculares, os ramos, que se unem ao corpo em um ângulo quase reto.

Corpo

Face Externa

 Protuberância Mentoniana - eminência triangular

 Sínfise Mentoniana (Ponto Antropométrico) - crista suave na linha mediana

 Forame Mentoniano - depressão de cada lado da sínfise. Passagem de vasos e nervo mentoniano

 Linha Oblíqua Externa

Face Interna

 Espinha Mentoniana - par de espinhas próximo da sínfise

 Fossa Digástrica - pouco abaixo das espinhas mentais

 Fossa Sublingual - acima da linha milo-hióidea

 Fossa Submandibular - abaixo da linha milo-hióidea

 Linha Milo-hióidea (Oblíqua Interna) - ao lado da sínfise e dirige-se para trás

Bordas

 Superior ou Alveolar - recebe os dezesseis dentes da arcada dentária inferior

 Inferior

Ramos

Apresentam duas faces, quatro bordas e dois processos:

 Face Lateral - apresenta cristas oblíquas para inserção do músculo masseter

 Face Medial - apresenta as seguintes estruturas:

       Forame Mandibular - passagem de vasos e nervo alveolares inferiores

       Sulco Milo-Hióideo

       Língula da Mandíbula - crista proeminente acima do sulco milo-hióideo

 Borda Inferior - encontra-se o ângulo da mandíbula

 Borda Posterior - é recoberta pela glândula parótida

 Borda Anterior - continua-se com a linha oblíqua

 Borda Superior - possui dois processos muito importantes: Processo Coronóide e Processo Condilar (articula-se com o disco articular da articulação temporomandibular - ATM). Entre estes dois processos encontramos a incisura da mandíbula.

A mandíbula articula-se com dois ossos: Temporais (2).

Mandíbula – Vista Anterior

Fonte: SOBOTTA, Johannes. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

Mandíbula – Vista Lateral

Fonte:SOBOTTA, Johannes. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

Mandíbula – Vista Medial

Fonte: SOBOTTA, Johannes. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

Mandíbula – Vista Antero-Medial

Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

Mandíbula – Vista Posterior

Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

VÔMER

É um osso ímpar. Forma as porções posteriores e inferiores do septo nasal. O osso vômer articula-se com 6 ossos: esfenóide, etmóide, maxilares (2) e palatinos (2).

(Parte 4 de 5)

Comentários