Material de apoio curso SEFAZ

Material de apoio curso SEFAZ

(Parte 2 de 4)

  • O desconto convém aos estudantes. / Os descontos convêm aos estudantes.

  • Ele detém o poder. / Eles detêm o poder.

  • Ele intervém em todas as aulas. / Eles intervêm em todas as aulas.

  • É facultativo o uso do acento circunflexo para diferenciar as palavras forma/ fôrma.

  • Em alguns casos, o uso do acento deixa a frase mais clara, como neste exemplo: Qual é a forma da fôrma do bolo?

  • 3.5. Não se usa mais o acento agudo no u tônico das pessoas tu, ele e eles, do presente do indicativo dos verbos arguir e redarguir.

Como era e como fica:

Eu argúo Eu arguo

Tu argúis Tu arguis

Eles argúem Eles arguem

  • 3.6 - Há uma variação na pronúncia dos verbos terminados em guar, quar e quir, como aguar, averiguar, apaziguar, desaguar, enxaguar, obliquar, delinquir etc., que admite duas pronúncias em algumas formas do presente do indicativo, do presente do subjuntivo e também do imperativo.

a) se forem pronunciadas com a ou i tônicos, essas formas devem ser acentuadas.

Exemplo:

  • verbo enxaguar: enxáguo, enxáguas, enxágua, enxáguam; enxágue, enxágues, enxáguem.

b) se forem pronunciadas com u tônico, essas formas deixam de ser acentuadas.

Exemplo (a vogal sublinhada é tônica, isto é, deve ser pronunciada mais fortemente que as outras):

  • verbo enxaguar: enxaguo, enxaguas, enxagua, enxaguam; enxague, enxagues, enxaguem.

4. Uso do hífen

  • Algumas regras do uso do hífen foram alteradas pelo novo Acordo. As observações a seguir referem-se ao uso do hífen em palavras formadas por prefixos ou por elementos que podem funcionar como prefixos. Alguns exemplos de prefixos:

  • aero, agro, além, ante, anti, aquém,

  • arqui, auto, circum, co, contra,

  • eletro, entre, ex, extra, geo, hidro, hiper,

  • infra,inter, intra, macro, micro, mini,

  • multi, maxi, neo, pan, pluri, proto,

  • pós, pré, pró,pseudo, retro,

  • semi, sobre, sub, super, supra, tele, ultra,vice, etc.

4.1. Com prefixos, usa-se sempre o hífen diante de palavra iniciada por h.

Exemplos:

  • anti-higiênico

  • anti-histórico

  • co-herdeiro

  • macro-história

  • mini-hotel

  • sobre-humano

Exceção: subumano (nesse caso, a palavra humano perde o h).

4.2 - Não se usa o hífen quando o prefixo termina em vogal diferente da vogal com que se inicia a segunda palavra.

  • Exemplos: aeroespacial, agroindustrial, anteontem, antiaéreo, antieducativo, autoaprendizagem, autoescola, autoestrada, autoinstrução, coedição, extraescolar, infraestrutura, plurianual, semiaberto, semianalfabeto, semiesférico, semiopaco, coautor

4.3 - Não se usa o hífen quando o prefixo termina em vogal, e o segundo elemento começa por consoante diferente de r ou s. Exemplos:

  • anteprojeto, antipedagógico, autopeça, autoproteção, coprodução, geopolítica, microcomputador, semicírculo, semideus, seminovo, ultramoderno

4.4 - Não se usa o hífen quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa por r ou s. Nesse caso, duplicam-se essas letras. Exemplos:

  • antirrábico, antirracismo, antirreligioso, antirrugas

  • antissocial, biorritmo, contrarregra, contrassenso

  • cosseno, minissaia, multissecular, neorrealismo

  • neossimbolista, semirreta, ultrarresistente, ultrassom

4.5 - Quando o prefixo termina por vogal, usa-se o hífen se o segundo elemento começar pela mesma vogal. Exemplos:

  • anti-ibérico, anti-imperialista, anti-inflacionário, anti-inflamatório

  • auto-observação, contra-almirante, contra-atacar, contra-ataque

  • micro-ondas, micro-ônibus, semi-interno

4.6 - Quando o prefixo termina por consoante, usa-se o hífen se o segundo elemento começar pela mesma consoante. Exemplos:

  • hiper-requintado, inter-racial, inter-regional, sub-bibliotecário

  • super-racista, super-reacionário, super-resistente, super-romântico

Atenção!

  • Com o prefixo sub, usa-se o hífen também diante de palavra iniciada por r. Ex.: sub-região, sub-raça etc.

  • Com os prefixos circum e pan, usa-se o hífen diante de palavra iniciada por m, n e vogal. Ex.: circum-navegação,pan-americano

4.7 - Quando o prefixo termina por consoante, não se usa o hífen se o segundo elemento começar por vogal. Exemplos:

  • hiperacidez, hiperativo, interescolar, Interestadual

  • interestelar, interestudantil, superamigo, superaquecimento,

  • supereconômico, superinteressante, superotimismo

4.8 - Com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró e vice usa-se sempre o hífen. Exemplos:

  • além-mar, além-túmulo, aquém-mar

  • ex-aluno, ex-diretor, pós-graduação

  • pré-história, pré-vestibular, recém-casado

  • recém-nascido, sem-terra, vice-diretor

4.9 – Hífen com sufixos de origem tupi-guarani

  • Deve-se usar o hífen com os sufixos açu, guaçu e mirim. Exemplos: amoré-guaçu,anajá-mirim, apim-açu.

4.10 – Hífen e encadeamento de palavras

  • Deve-se usar o hífen para ligar duas ou mais palavras que ocasionalmente se combinam, formando não propriamente vocábulos, mas encadeamentos vocabulares. Exemplos: ponte Rio-Niterói, eixo Rio-São Paulo, estrada Tabaí-Canoas.

  • 3.11 - Não se deve usar o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição. Exemplos:

  • girassol, madressilva, mandachuva

  • paraquedas, paraquedista, pontapé

QUADRO-RESUMO DAS REGRAS DO HÍFEN COM PREFIXOS

PREFIXO

termina em

RADICAL começa

com

Como se escreve?

Vogal

vogal diferente

Sem hífen: autoimagem,

Vogal

mesma vogal

Com hífen: anti-idade, tele-entrega,

micro-ondas

Vogal

Consoante

(exceto R, S e H)

Sm hífen: hipocalórico, autotexto, agronegócio

Vogal

com R ou S

Sem hífen, com RR ou SS: antirrábica,

antissocial

Vogal

ou consoante

H

Com hífen: super-homem, sobre-humano

(Exceção: subumano)

Consoante

Consoante diferente

ou vogal

Sem hífen: supercopa, hipermercado, superinteressante

Exceção: prefixo SUB + R: sub-raça

Consoante

Mesma consoante

Com hífen: sub-bibliotecário, super-raça

Atenção!

* os prefixos VICE, PÓS, PRÉ, EX, SEM, ALÉM, AQUÉM, RECÉM e PRÓ, tônicos, sempre formarão palavras COM HÍFEN;

* os prefixos PAN e CIRCUM receberão hífen ao juntarem-se a radicais que comecem com

M ou N ou vogal, como circum-navegação ou pan-marítimo

* o prefixo CO aglutina-se em geral com o segundo elemento, mesmo quando este se inicia por o: coobrigar, coobrigação, coordenar, cooperar, cooperação, cooptar, coocupante etc.

Fontes deste tópico: TUFANO, Douglas. Guia Prático Michaellis de Ortografia. São Paulo: Melhoramentos, 2008.

Academia Brasileira de Letras. VOCABULÁRIO OFICIAL DA LÍNGUA POTUGUESA - VOLP. ABL, 2009.

EXERCÍCIOS

I - Exercícios de ortografia segundo o VOLP

1. A alternativa em que somente uma das palavras deve receber acento gráfico é:

a) Luiz, patroa, nuvem b) hifen, item, somente c) arcaico, itens, caju d) seduzi-lo, maracatu, cafezal e) abençoe, saiu, hotel

2. Das palavras abaixo, uma admite duas formas de justificar o acento gráfico:

a) combustível b) está c) três d) países e) veículos

3. Assinale a alternativa em que a acentuação das palavras se explica pela mesma regra.

a) fábrica, máquina, ímã b) saúde, egoísta, atribuí-lo b) moo, pó, vêm d) quilômetro, cinquenta, privilégio e) hífen, médium, álcool

4. A alternativa em todas as palavras perderam o acento gráfico por causa do Acordo Ortográfico é:

a) construi-lo / ruina / hifen / fieis. b) album / reis / fossil / tenue. c) polo / para / zoo/ geleia d) rúbrica / heroi / benção / jovem. e) joquei / martir / pelo / veem.

5. A alternativa em que todas as palavras recebem acento gráfico é:

a) pudico, rubrica, destruido, Piaui b) campo, polens, hifen, abdomens c) feiura, pessego, virus, voce d) salada, camera, tatu, latex e) materia, raizes, estímulos, album

6. Qual das sequências apresenta palavras que terminam em encontro vocálico pronunciado como ditongo crescente?

a) assembleia, caracóis, solidéu e jiboia b) Tambaú, Camalaú, Tambaí e açaí c) série, pátio, área e tênue d) imóveis, pênseis, pudésseis e mísseis e) bônus, júri, lápis e tênis

7. Assinale a alternativa em que apenas um vocábulo não seja acentuado.

(Parte 2 de 4)

Comentários