painel indicadores saude familia n4

painel indicadores saude familia n4

(Parte 1 de 17)

O Painel de Indicadores do SUS é distribuído gratuitamente. Para recebê-lo, escreva ao

Departamento de Monitoramento e Avaliação da Gestão do SUS Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Ministério da Saúde Esplanada dos Ministérios, Bloco G, Edifício-sede, 4o Andar, Salas 412 a 414 70058-900 Brasília-DF gestaoparticipativa@saude.gov.br

Ou à

Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde SEN, Lote 19 70800-400 Brasília-DF Caixa Postal: 08729

Conquista da eqüidade no acesso à saúde Cobertura da Saúde da Família Projeto de expansão e consolidação da Saúde da Família – Proesf

Vacinação de idosos Acompanhamento pré-natal

UM BRASIL QUE SORRI MAIS Centros de Especialidades Odontológicas – CEO

A NUTRIÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional – Sisvan

A Saúde da Família na Política Nacional de Atenção Básica Núcleo de Prevenção das Violências e Promoção da Saúde Tabagismo Consumo de bebidas alcoólicas Excesso de peso e obesidade Atividade física e sedentarismo Rede Nacional de Projetos de Práticas Corporais/Atividade Física

QUALIFICAÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO NA SAÚDE DA FAMÍLIA O Programa Nacional de Reorientação Profissional em Saúde – Pró-Saúde

Avaliação para a Melhoria da Qualidade da Saúde da Família – AMQ Programação para Gestão por Resultados na Atenção Básica – Prograb

Ouvidoria Geral do SUS, um importante instrumento de gestão e participação Os Conselhos de Saúde e o Programa de Inclusão Digital – PID Departamento Nacional de Auditoria do SUS – Denasus

Ministério da Saúde/Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Monitoramento e Avaliação da Gestão do SUS

Painel de Indicadores do SUS

Quando celebramos mundialmente os 30 anos de Alma-Ata, podemos observar, orgulhosos, que a Atenção Primária em Saúde no Brasil alcancou notáveis progressos. De 1994 até hoje, a estratégia Saúde da Família cresceu com velocidade acelerada, chegando à marca de quase 30.0 equipes multiprofi ssionais que prestam cuidado universal, integral e gratuito. Todo esse esforço já se refl ete na melhoria dos indicadores de saúde da população brasileira, notadamente nas áreas onde a cobertura da Saúde da Família é maior e suas ações estão mais integradas às redes locais de saúde.

O trabalho em Atenção Primária não é fácil. Cuidar de indivíduos e famílias, inseridos em ambientes geográfi cos, sociais, econômicos e culturais os mais diversos, é atividade de alta complexidade, que requer muita qualifi cação profi ssional e habilidade para lidar com os determinantes de saúde que extrapolam o campo específi co das ações sanitárias. Requer, também, decisão dos gestores no sentido de angariar apoio político, manter o suporte econômico, prover condições adequadas de trabalho e garantir educação continuada em serviço, a fi m de que a continuidade do processo de cuidado não seja comprometida e sofra solução de continuidade.

A OPAS-OMS tem como prioridade apoiar a Renovação da Atenção Primária em Saúde – APS – nas Américas. Esta organização entende que não existe possibilidade de êxito no dimensionamento e implementação de redes de atenção e linhas de cuidado sem a participação protagônica da APS no processo. Convido a todos que analisem o documento de posição da OPAS sobre este assunto, como contribuição à formulação de uma nova forma de pensar e de agir em saúde.

Acreditamos no futuro do Sistema Único de Saúde, SUS, e da Atenção

Primária no Brasil. Os olhares do mundo já se voltam para o trabalho de qualidade feito aqui, o que nos traz, ao mesmo tempo, a alegria por essa conquista e a responsabilidade em mantermos acesa uma luz que possa brilhar e ajudar a iluminar os rumos da APS em outros países.

Diego Victoria Mejía Representante da OPAS/OMS no Brasil

Ministério da Saúde/Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Monitoramento e Avaliação da Gestão do SUS

Painel de Indicadores do SUS

O Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa em parceria com a Secretaria de Atenção à Saúde, publica este quarto número do Painel de Indicadores do SUS, dedicado a comemorar os 15 anos da Estratégia Saúde da Família. Um presente a todos que caminharam conosco e fi zeram dessa empreitada uma jornada vitoriosa.

A implementação da Saúde da Família – SF – representou um momento importante na consolidação das políticas públicas de saúde e um signifi cativo passo rumo à revolução silenciosa, efi caz e transformadora empreendida pelo Sistema Único de Saúde – SUS – na vida de milhões de brasileiros, em todo o território nacional.

Desde sua criação, em dezembro de 1994, a SF tem se mostrado um modelo de excelência para a atenção básica, sobretudo em pequenas cidades e comunidades. Também o número de atendimentos da SF às populações de nossas grandes cidades vem crescendo, dia a dia.

Os 500 mil profi ssionais que trabalham na SF, entre agentes comunitários de saúde, médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, técnicos em higiene dental e auxiliares de consultório dentário, fazem da estratégia Saúde da Família um verdadeiro exército de paz.

Neste ano, festejamos os 20 anos do SUS. Trata-se, portanto, de dois importantes marcos na evolução da Saúde no Brasil. Alguns de seus resultados exitosos podem ser conferidos nas páginas deste Painel.

Agradeço e felicito a todos que, com seu esforço conjunto, ajudaram a construir mais um capítulo importante da grande história de sucesso do maior sistema universal de saúde do planeta.

Boa Leitura a todos!

José Gomes Temporão Ministro da Saúde

Ministério da Saúde/Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Monitoramento e Avaliação da Gestão do SUS

Painel de Indicadores do SUS

A Saúde da Família comemora 15 anos de existência em 2008, considerando-se a marcante reunião acontecida em dezembro de 1993, a partir da qual o Ministério da Saúde decidiu investir nesse caminho. E essa foi uma decisão acertada. Do programa que nasceu na Fundação Nacional de Saúde, com transferências conveniais de recursos, hoje temos uma estratégia de abrangência nacional, presente em todos os Estados da Federação e em quase 100% dos Municípios. A Saúde da Família tornou-se uma política de Estado e um dos pilares de sustentação do Sistema Único de Saúde.

Seu caminho não foi fácil. Muitos desafi os tiveram de ser superados, passo a passo, para alcançarmos o sucesso atual, reconhecido não apenas no Brasil como em todo o mundo. Após 15 anos, temos muitos resultados a mostrar. Este Painel de Indicadores do SUS apresenta alguns deles: ampliação do acesso à saúde, especialmente de populações historicamente excluídas das políticas públicas, promoção de eqüidade, melhoria das condições de vida e outras conquistas que, cada vez mais, são divulgadas por diversas publicações nacionais e internacionais.

A Saúde da Família trilha seu caminho, abre horizontes e supera desafi os, adolescente que é e reclama espaço para o novo. Desafi os como o de explicitar confl itos difíceis de superar, a exemplo da desconformidade na formação dos profi ssionais de saúde frente às necessidades do SUS, ou da proposição de uma nova lógica de organização para o sistema de saúde, baseada no trabalho em equipe, intersetorial, focado na promoção da saúde e na prevenção de agravos, sem esquecer sua precípua responsabilidade setorial de realizar o tratamento e a reabilitação dos doentes.

Este é o momento, sobretudo, de celebrar. Celebrar 20 anos do SUS e 15 anos da Saúde da Família, estratégia que já envolve mais de meio milhão de trabalhadores, apresenta uma cobertura superior a 90 milhões de habitantes e constitui uma prioridade dos gestores federal, estadual e municipal.

Esta contribuição do Painel Temático Saúde da Família, certamente, ajudará a coroar o esforço de milhares de agentes comunitários, médicos, enfermeiros, odontólogos, auxiliares de enfermagem e de consultório odontológico, técnicos e também administrativos, motoristas, auxiliares de limpeza e todos que, em cada rincão deste país, sabem o que é lutar pela construção de uma saúde melhor e, sobretudo, de um país mais justo.

Cleuza Bernardo Secretária da SAS Substituta

Ministério da Saúde/Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Monitoramento e Avaliação da Gestão do SUS

Painel de Indicadores do SUS

2008 é um ano importante para o Ministério da Saúde e para a Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Compartilhamos e festejamos com todos os brasileiros e brasileiras, simultaneamente, três importantes marcos para a consolidação de nossas políticas públicas de saúde: 20 anos da implantação do Sistema Único de Saúde – SUS –, 15 anos da estratégia Saúde da Família e cinco anos da nossa Secretaria.

A SGEP, no âmbito das comemorações pelo vigésimo aniversário do SUS, tem o orgulho de presentear a todos os que ajudaram a construir essa história de duas décadas de êxito e labor coletivo com este número especial do Painel de Indicadores do SUS, edição integralmente dedicada aos 15 anos da Saúde da Família. O Painel é uma publicação do Departamento de Monitoramento e Avaliação da Gestão do SUS, desta Secretaria, em parceria com o Departamento de Atenção Básica da Secretaria de Atenção à Saúde.

Desde que foi implantada em 1994, seguindo os princípios e diretrizes preconizados pelo SUS, a Saúde da Família foi responsável pela melhoria da qualidade vida de milhões de pessoas em todo o Brasil. Ela contribuiu decisivamente para a mudança de nosso modelo de atenção à saúde, tornando-o mais efi ciente, equânime e mais próximo à realidade de cada usuário, de cada comunidade, respeitando suas especifi cidades sócio-regionais.

Hoje, 28.100 equipes de Saúde da Família, 218.300 agentes comunitários de saúde e 16.552 equipes de Saúde Bucal constituem um exército silencioso, atuante em diferentes trincheiras, em prol da saúde de milhões de brasileiros. Rua a rua, casa a casa, nos igarapés, nas serras e fronteiras, por todo o pais, as ações da estratégia são pautadas no comprometimento de cada um e de todos os profi ssionais que compõem suas milhares de equipes, trabalhadores obstinados a desenvolver práticas de saúde integrais, contribuir com o fortalecimento da participação popular e, acima de tudo, dispensar cuidado especial às cidadãs e cidadãos brasileiros acolhidos pela Saúde da Família em todo o território nacional.

Esta edição comemorativa do Painel do SUS faz um balanço das ações da

Saúde da Família ao longo desses 15 anos, explicita conquistas alcançadas e aponta desafi os a serem transpostos no futuro. O conteúdo que se apresenta nas próximas páginas é o resultado do esforço desse enorme contingente de trabalhadores e trabalhadoras que, no cotidiano da saúde do nosso Brasil, faz da ação profi ssional um instrumento de inclusão social, exercício da cultura de paz, respeito e empenho no diálogo, priorização da participação popular e, acima de tudo, defesa da vida. A Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa felicita a todos e todas que fazem dessa iniciativa um marco na mudança da qualidade de vida em nosso país. Parabéns!

Viva o Saúde da Família e boa leitura!

Antônio Alves de Souza Secretário da SGEP

Ministério da Saúde/Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Monitoramento e Avaliação da Gestão do SUS

Painel de Indicadores do SUS

(Parte 1 de 17)

Comentários