Estruturas em Madeira

Estruturas em Madeira

(Parte 1 de 4)

Estruturade madeira

Abordagemdimensional e aspectos co nstrutivo s

Produtos de madeira para estrutura

•Madeira maciça

– bruta ouroliça – falquejada

– serrada

• Madeira industrializada

– la minada colada – la minada pregada

–laminadacolada e pregada

Produtos de madeira maciça

Bruta ouroliça

A madeirabrutaouroliçaé empregadana forma de troncos, emgeralapenas descascados, é muitoutilizadaem cimbramentos, escoramentos, estaqueamentos, emconstruçõesrústicase empontes de madeira

Falquejada

A madeirafalquejadatem as faces laterais aparadasa machado, podendoformarseções maciças, quadradasouretangulares, de grandesdimensões. A madeirafalquejadaé muito utilizada e m escora mentos, estaqueamentos, construçõesrústicase

Produtos de madeira maciça

Serrada

A madeiraserradaé o produtoestruturalde madeiramaiscomum. É produzidaemunidades industriais(serrarias). São processadas mecanicamentee tranformadasdasuaforma original cilíndrica e m peças de seçãoretangular ou quadrada e m dimensões padronizadas para o comércio, passando, emseguida, porum período de secagem

Desdobro

Tangencialàsfibras Radial àsfibras

Dimensõesdos produtosde madeira se rrada

VariávelvariávelVariávelBloco Variável7575Pontalete

La minada

• Pedaço s(tábuas) dispostos e co lados e/ou pregados com as suasfibrasnamesmadireçãocom o objetivo de aumentaro comprimentooua espessuradapeça

•A madeiralaminadacolada é o produtoestruturalde madeira maisimportante nos paíse sindustrializa dos. A madeiraé selecionadae cortadanaforma de tábuas com espessurade 1,5 cm oumais, quesãocoladas sob pressão, formandograndesvigasde madeira, em geralde se çã oretangular

•A madeiralaminadacolada e pregadaé maiscomum porevitara colagemsob pressão, quesóé viávelem indústrias. Os pregostêma funçãode mantera geo metria da peça enquanto oco rre a se ca ge m da cola. A madeiralaminadacolada e pregadatem a resistência muito próxi ma da madeirala minada colada, e tem a vantagemde poderser montada"in

Produtosde madeira industrializada

Bitolas comerciais de madeira

Viga

Co mercialSegndo PB- 05

Dimensões seção transversal (cmxcm) No menclatura

Segundo a PB-5 Dimensõesde seçãotransversal

(cm xcm ) Co mercialPranch ão

8x2 0 No menclatura

Trata mento de madeira

• Conjunto de medidas que poss a m co nferir maior resistência aos agentes de deterioraçã o que pode m se r de naturezafísica(radiaçãoUV, luz, águade chuva), química (su bstâncias alalinas e ácidosfortes) ou biológica(insetosxilófagos, fungos, crustáceose molusc os)

• Seleçã o das medidas preve ntivas

– Nívelde dese mpenhorequerido co mo vida útil, garantiasco merciais oulegais

– Esp écie da madeira esco lhida

– Definiçã o das condiçõ es de uso(exposição aos possí veis agentes de deterioração)

•Lei 4797/1965 e instruçõesnormativasdo IBAMA e ANVISA

–“…. É obrigatórioo tratamentopreservativoempeçase estruturade madeirataiscomodormentes, estacas, vigas, pilaresetc, utilizadasemcontatodiretocom o solo ou

Preservação da madeira

•Os agentes biológicos destruidores necessitam para sua sobrevivência de madeira em condições propicias; uma fonte de alimento, temperatura adequada para seu crescimento, umidade suficiente para seu desenvolvimento e quantidade adequada de oxigênio

•Preservação: impregnação da madeira com substâncias químicas por meio ciclos de pressão variável em autoclave

-ação letal contra agentes biológicos deterioradoresda madeira -não ser passível de lixiviação ou volatilização

-facilidade de penetraçãonostecidos lenhosos -não ser corrosivo

-não alterar as propriedades físicas e mecânicas da madeira -apresentar segurança para manipulação

– Preservante oleoso : ex. creosoto que é um produto residual da destilação e processamento do alcatrão de hulha

–Preservantehidrossolúvel: ex. sal à base de Cobre – Cromo –Arsênio (CCA) e à base de Cobre –Cromo –

Traçã o paralela àsfibras(f t, 0 )

(Parte 1 de 4)

Comentários